terça-feira, 31 de julho de 2007

E lá vou eu.

E lá vou eu. Curso, hospedagem, passagem e visto certos. Agora só falta arrumar as malas (só duas de 32kg cada) e contar os dias. Ansiedade?! Quase nada.

De onde surgiu essa idéia? Vários motivos, mas os três principais foram:

1 – Eu sempre quis morar fora do Brasil por um tempo.

2 – Passar só cinco dias em Londres ano passado foi pouco. Eu quero mais!

3 – Minha vida estava num ritmo tão frenético desde que me formei que nem vi os dois últimos anos passarem direito. Qualidade de vida zero, stress, correria, dúvidas e 25 anos. No dia 04 de janeiro desse ano (durante o pseudo sossego das férias coletivas) recebi um email da Lari que me fez pensar bastante sobre esse ritmo. O email falava sobre um movimento intitulado Slow Europe, separei alguns trechos interessantes do email:

“... A base de tudo está no questionamento da ‘pressa’ e da ‘loucura’ gerada pela globalização, pelo apelo à ‘quantidade do ter’ em contraposição à qualidade de vida ou à ‘qualidade do ser’... essa ‘atitude sem-pressa’ não significa fazer menos, nem ter menor produtividade. Significa, sim, fazer as coisas e trabalhar com mais ‘qualidade’ e ‘produtividade’ com maior perfeição, atenção aos detalhes e com menos ‘stress’ ... Significa retomar os valores da família, dos amigos, do tempo livre, do lazer, das pequenas comunidades, do ‘local’, presente e concreto em contraposição ao ‘global’ - indefinido e anônimo. Significa a retomada dos valores essenciais do ser humano, dos pequenos prazeres do cotidiano, da simplicidade de viver e conviver e até da religião e da fé ... Significa um ambiente de trabalho menos coercitivo, mais alegre, mais ‘leve’ e, portanto, mais produtivo onde seres humanos, felizes, fazem com prazer, o que sabem fazer de melhor... Será que os velhos ditados ‘Devagar se vai ao longe’ ou ainda ‘A pressa é inimiga da perfeição’ não merecem novamente nossa atenção nestes tempos de desenfreada loucura? ... Algumas pessoas vivem correndo atrás do tempo, mas parece que só alcançam quando morrem enfartados, ou algo assim. Para outros, o tempo demora a passar; ficam ansiosos com o futuro e se esquecem de viver o presente, que é o único tempo que existe.Tempo todo mundo tem, por igual! Ninguém tem mais nem menos que 24 horas por dia. A diferença é o que cada um faz do seu tempo ... Precisamos saber aproveitar cada momento, porque, como disse: John Lennon, ‘A vida é aquilo que acontece enquanto fazemos planos para o futuro’...”

Conclusão dessa história? Vou continuar planejando o futuro sim, mas vou aproveitar mais o presente e dar mais valor pra coisas que eu julgar que realmente valem à pena.

Morar esse tempo fora do Brasil é só o primeiro passo dessa mudança. Vou vivenciar outra cultura, vou conhecer muitas pessoas e lugares diferentes, vou voltar falando Inglês com um sotaque britânico charmoso. Vou voltar um pouco mais completa, com novos valores, novas idéias e novos sonhos. Enfim, vou voltar mais feliz.

A segunda conclusão é que a culpa é da Lari que me mandou o email no momento perfeito. Amiga, te amo mais ainda! Infelizmente no email não tem o nome do autor do texto, só diz que é “um brasileiro que vive na Europa”. Se algum dia eu descobrir quem é esse ser iluminado eu aviso.

Quem quiser me acompanhar nesse movimento Slow Carol seja muito bem vindo. =]

4 comentários:

Cath! disse...

Oi!
acho esse movimento muito interassante
e espero que sua ida a londre [XD]
seja mtu boa e que vc volte falando ingles com o sotaque britanico chique!!!

beijooos

Camila disse...

Aiii, tá chegando a hora! Eu, como ansiosa compulsiva, já to ansiosa por vcs!
Essa viagem vai ser tudebão, nada como realizar um sonho, mudar a vida, começar tudo novo.
Vai, vive tudo q tiver q viver, todas as alegrias, descobertas, dificuldades e volta realizada e madura pra ser feliz aqui em terras tupiniquins.
Toda sorte desse mundo, estaremos esperando seu retorno (quer dizer, eu vou passar férias lá se DEUS quiser e eu quero q ele queira).
E não deixa de postar aqui as novidades senão vou te xingar.
beijos

Larissa disse...

Littles linda!
Adorei seu texto!
Tenha certeza q as coisas não acontecem sem razão. Aquele email tinha q chegar pra vc naquele momento , que vc teve 5 minutos para ler até o final ( qtas vezes a loucura da vida não nos da tempo nem de ler um email, né?).
Sua viagem vai ser um marco de mudança na sua vida, tenho certeza!
Totally life-changing!

nas horas de carencia pode olhar aqui q vou manter os postos bem recheados de novidades!

bjos e mto boa sorte!

Bruni disse...

Amiga linda,
Te desejo muita boa sorte... uma ótima experiência e muita alegria por poder descubrir muitas culturas diferentes.
Te desjo tudo de mais lindo e bom para essa nova etapa da tua. Te amo demais, nem preciso dizer... e isso faz eu mandar muitas enevrgias positivas para essa trip que realmente será uma das melhores da sua vida.

Beijãozão,
Bruni